BEM-VINDOS, TIJOLINHOS!

Vamos construir juntos esse espaço de convivência e troca de figurinhas sobre artesanato, cinema, livros, decoração, filhos, jardinagem, horticultura e tudo mais de bom que possa surgir!


quinta-feira, 17 de junho de 2010

No último findi...

...assistimos a esses filmes, continuando a linha de agradar a gregos e baianos. Esse primeiro, o mais poético, é cheio de imagens e mensagens de cunho espiritual, uma viagem incrível!


Pra contrastar terrivelmente, aí vai um banho de sangue do começo ao fim. Não curti e até achei GAMER mais violento e perturbador, mas vampiros sedentos de sangue são meio clichê. Entretanto, gostei de passagens que reproduziam o pôr do sol e o amanhecer nos confins do Alasca. Mesmo sendo tudo digital, achei bonito. Ah, e tem colírio nesse também, Cíntia! Josh Hartnett... ai,ai. Não aguentei esperar até mês que vem...

Encerrei com esse documentário do Michael Moore de quem sou fã. É um retrato surpreendente de como a saúde é tratada pelos governos, em especial nos EUA, França, Inglaterra, Cuba... Tem passagens de chorar de indignação.


Queria uma salinha de tv fechada, climatizada e à prova de som. Contei que moro em rota de aeroporto? Tem dias que é um atrás do outro... A vantagem é não poderem construir prédios altos por aqui. Breve posto a solução final do meu mural. Como não teve prêmio, a galera não se esforçou muito... Mas tudo bem, faz parte! Até loguinho...

2 comentários:

Cintia Branco disse...

Edlena,

vou lá ver quem é esse ator!!! Peraí que já volto para comentar se o filme é bom ou não!

Cintia Branco disse...

Meu Deus!!!

Bom... O filme... O filme deve ser bom, mas vou ter que ficar com Gamer mesmo, porque nem a pau eu vejo filme de vampiros, quase morro, tenho pesadelos, morro de medo.
Se Mestre Branco e azul descobre minha tática estou frita.
Quanto a Sicko, acho fabuloso, adoro e já vi várias vezes. Queria o sistema de saúde da França! E o sistema cubano e a emoção dos americanos em encontrar assistência logo no arqui-inimigo.
Se analisarmos, estamos mais próximo do ideal para a saúde, que os americanos, e olha que nosso sistema ainda deixa muito a desejar.
Beijos
Quando faremos o dia dos colírios?