BEM-VINDOS, TIJOLINHOS!

Vamos construir juntos esse espaço de convivência e troca de figurinhas sobre artesanato, cinema, livros, decoração, filhos, jardinagem, horticultura e tudo mais de bom que possa surgir!


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Férias diferentes

Não, felizmente nenhum pimpolho ficou de recuperação! Se eles sabem que eu os chamo de pimpolhos, já viu... Meu primogênito nem tem mais negócio de recuperação: passou pra universidade estadual que, por conta das sucessivas greves de praxe, está com o calendário totalmente alterado para os padrões normais, ou seja, sem férias oficiais no meio do ano, só um recesso de uma semana e olhe lá. E ainda vai ter que jurar bandeira por conta das obrigações militares para com o país (mas não vai se alistar), isso no comecinho de agosto. A prole dessa vez foi mais fundo e contratou uma cosmaker (costureira que segue à risca as fantasias dos personagens japoneses que eles adoram) para eles não fazerem feio no SANA. Só que a coisa não parava só na roupa, tinham detalhezinhos primordiais como... um sabre de luz e... uma peruca. Queridas mães, infelizmente não consegui fazer um making of minucioso sobre isso, mas acreditem: não foi mole não. Hoje posso até dar alguma consultoria sobre esse assunto, mas na hora, foi um verdadeiro de-ses-pe-ro! Admito, eu adooooro todo esse troço de se fantasiar e tals, mas a capacidade de seguir um design pré-definido e o temor de decepcionar os filhos me enlouqueceu... O que posso dizer é que tudo deu certo no final e todos ficaram felizes!

Apresento-lhes TRAVIS TOUCHDOWN, personagem do game NO MORE HEROES. Nem me perguntem sobre o enredo do game, só sei que tem violência, nonsense e que meu filho é normal, beeem normal, sossegado até demais. A cosmaker fez a jaqueta e o cinto com os coldres. Tingi uma velha calça jeans para em seguida fazer rasgos com estilete e lixa, e depois pintei um velho tênis para terminar de compor o personagem. Com sobras de materiais diversos, paciência e dedicação minha e do pai, fizemos a arma fake que fez sucesso e garantiu muitas fotos divertidas no evento, como essa, em que ele lutava contra uma horda de zumbis...

Com a filha também foi uma fábula... Encontrar a meia-calça com desenhos de flores foi moleza, depois do trabalhão que a cosmaker teve com a blusa bufante e as duas saias. Até a anágua de tule para dar volume foi simples... O mesmo não posso dizer sobre encontrar um sapato carinha-de-bebê, branco e sem salto, nº37! Rodei inúmeros brechós e sapatarias até encontrar o dito cujo. A peruca azul da personagem tem um penteado que são duas loooooooooooongas marias-chiquinhas. Marido quando estava em Sampa tentou achar na 25 de março a peruca já montada, mas não conseguiu e sairia caríssimo a encomenda e a entrega. Ele quis improvisar com duas perucas, uma toda longa e uma curtinha chanel, com franja. Quando chegou com essa proposta de que eu "unisse" as perucas numa só, não pareceu nada animador, pois as perucas eram frágeis e por qualquer coisinha se assanhavam e soltavam fios... Esquecemos essas perucas numa caixa achando que daríamos um jeito na hora, só que o prazo foi apertando e o resultado não estava nada bonito, a filha chegando a declarar que não se apresentaria mais nesse ano se fosse com a peruca frankstein! Depois de eu e o pai nos pendurarmos na internet em busca de solução, surgiu no fim do túnel uma moça que fazia perucas para pessoas que haviam perdido os cabelos em quimioterapias e foi aí que tudo se resolveu. Ela fez a "cirurgia" nas danadas e conseguiu reproduzir o penteado da personagem, FURUDO ERIKA. Fiz as rosinhas de tecido na armação, prendi as fitas no chapeuzinho e voilá!


Cumprida a nossa missão de proporcionar aos bruguelos estes momentos preciosos no mundo da fantasia, nada mais justo que dar uma boa escapada para um retiro da vida urbana num cenário de tirar o fôlego, cercado de verde, onde a presença de amigos queridos e as caminhadas ao ar livre nos encheram de ânimo para enfrentar os últimos dias de julho cheios de boas lembranças!

Uma raposa veio nos recepcionar na estrada!
Ficamos de queixo caído com a vista do alto da serra!

Lá embaixo, o açude do Cedro e a Pedra da Galinha Choca, esta última numa posição irreconhecível...


O antigo mosteiro beneditino, hoje abriga uma casa de repouso administrada por freiras.


Vinho e fondue de chocolate para celebrar a vida!

Início das trilhas. Um friozinho bem gostoso...


Subidas e descidas íngremes, para desgastar as delícias da noite anterior...

Os incentivadores, cheios de propostas irrecusáveis...

Cenários impressionantes, estes são vistos da serra do Urucum, do Santuário de Nsa. Sra. Imaculada Rainha do Sertão. Abaixo a vista é da rampa de salto de asa delta.

É sempre bom recarregar as baterias, respirando ar puro e dando boas risadas! Que todos, estejam em férias ou não, possam usufruir daquilo que a natureza nos oferece pelas mãos do criador...
Beijos!

8 comentários:

Palavras Vagabundas disse...

O que uma mãe não faz para agradar as crias! Adorei as fantasias e o passeio pós stress cabeludo, rs
bjs
Jussara

Cissa Branco disse...

Edlena,

Que legal essa viagem pela fantasia onde toda a família entrou junto, ficou perfeito e para nossos "pimpolhos" ficam as lembranças inesquecíveis. Quero te agradecer do fundo do coração pelas doces palavras lá no blog, me senti confortada.
Grandes beijos

Mãe dos filhos disse...

Ed de Deus! Ficaram bem legais as fantasias, parabéns pela dedicação. A gente realmente faz de td para ver os filhos felizes. A viagem deve ter sido relaxante mesmo! Agora é voltar a rotina de estudos, trabalhos e etc...Bj

Edlena Franklin disse...

É, Jussara... Se descabelar é melhor se for apreciando uma boa vista, rs.

Querida artesã radicada em Sinop, desejo que as doces visitas e apoio de todos que te admiram alegrem seus dias!

Flote: de volta à cena de mãetorista, o restante não havia se modificado tanto. Só um elemento da casa consumia uma refeição a menos do dia, adivinhe qual?

Chantal disse...

Edlena
Eu não podia deixar de entrar aqui para elogiar a produção e todos os esforços para concretizar aquilo! Eu ADOREI a leitura e saber tudo que você fez. Eu sou igual a você. Quando quero algo, vou a fundo! Eu aprecio o teu estilo. Gosto do que você escreve. Eu não conhecia o termo *bruguelos*. Adorei. Beijão

Edlena Franklin disse...

Chan
Bruguelos creio que vem lá do sul, mas vez por outra ouço alguém comentar e utilizo para variar...
Que bom receber teus comentários, suas visitas são sempre bem-vindas! Pelos filhos eu ainda embarco nessas jornadas fantasiosas... Mas creio que minha ajuda já não será tão requisitada no próximo ano, pois eles já conhecem o caminho das pedras!
Beijos

Adriana Balreira disse...

Edlena,
Que bom que também conheci um blog da terrinha. Tão dificil...Adorei o seu blog. E você acredita que não conheço Quixadá, tava olhando as suas fotos e fiquei com vontade de visitar. E vc já é mãe de dois filhos lindos e grandes! Parabéns!
Ah, o doce não fica amargo não, porque tem que lavar e secar. Fica uma delicia mesmo. E é melhor costurar. Enfiar no palito dá muito mais trabalho e se gasta palito demais. E o risco de rasgar o rolinho de mamão.
Ah, depois vamos encontrar para nos conhecer!
Beijos
Adriana

AMST disse...

Edlena,
Chwguei ao seu blog através de seus comentários no blog de Chantal. Parabéns pelas fantasias, a da mocinha está linda.
Vim aqui para perguntar sobre que lugar é esse de seus passeio, mas já identifiquei que é Quixadá no outro comentário. Muito, muito lindo...